quinta-feira, 13 de março de 2014

NASCENTE


(CLIQUE NA SETA PARA OUVIR)
Milton Nascimento -"Nascente", de Flávio Venturini e M. Antunes
 

     Foi no tempo de minhas melhores descobertas, entre os anos 76 e 80. 

     Estava sozinho em um salão quase vazio, em um evento universitário. Emocionalmente distante de tudo o que se passava ao meu redor, despertei de uma grande apatia e me recompus ao ouvir a voz de um rapaz que eu não conhecia. Indiferente a todos os demais presentes no local ele cantava na penumbra do palco. Mantinha a face direcionada para uma garota que parecia observá-lo. Acompanhava-o apenas o violão. A música era linda. Atento, eu a ouvia pela primeira vez. A medida que ia me dando conta da melodia e da letra, eu, encantado com uma história de amor que parecia estar nascendo, experimentava uma sensação tão maravilhosa quanto muitas outras ocorridas naquela época.

Fonte: http://daydreamore.files.wordpress.com/2012/12/black-and-white-boy-girl-guitar-life-favim-com-352005.jpg

     Nunca mais me esqueci daquele momento tão singelo, nem daquela música. Inspirado em dois jovens que faziam suas próprias descobertas, entrelaçados pelo olhar ao som de "Nascente"*, vi chegar a aurora de um dos meus dias em uma noite como outra qualquer.

     Lembro-me que saí daquele salão pensativo e parei para comer um cachorro-quente e tomar um refrigerante em um carrinho de lanches que fazia ponto na esquina. Trocando passos morosos pela calçada, segui até uma praça. Sentei-me em um banco entre os jardins, e fiquei ali esperando o dia amanhecer. Depois fui prá casa...

     Hoje me lembrei daqueles dois jovens desconhecidos com o desejo de que, naquela noite, entre eles um grande amor tivesse nascido... e que esse amor tenha se mantido intenso por todos esses anos, desde então, para durar para sempre.

NASCENTE
(Flávio Venturini/Murilo Antunes)

Clareia
Manhã
O sol vai esconder
A clara estrela
Ardente
Pérola do céu
Refletindo
Teus olhos
A luz do dia a contemplar
Teu corpo
Sedento
Louco de prazer
E desejos
Ardentes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário