quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

CUBA E ESTADOS UNIDOS - "POR UN TIEMPO MEJOR"


(Video: "Por quién merece amor" - Silvio Rodriguez, ao vivo, em 1982, em Porto Rico

(ANTES DE LER O TEXTO OUÇA A MÚSICA ACOMPANHANDO A LETRA)


Por Quien Merece Amor 
(Silvio Rodriguez)
 
Te molesta mi amor,
mi amor de juventud,
y mi amor es un arte en virtud.

Te molesta mi amor,
mi amor sin antifaz,
y mi amor es un arte de paz.

Mi amor es mi prenda encantada,
es mi extensa morada,
es mi espacio sin fin.

Mi amor no precisa fronteras,
como la primavera
no prefiere jardín.

Mi amor no es amor de mercado,
porque un amor sangrado
no es amor de lucrar.

Mi amor es todo cuanto tengo.
Si lo niego o lo vendo,
¿para qué respirar?

Te molesta mi amor,
mi amor de humanidad,
y mi amor es un arte en su edad.

Te molesta mi amor,
mi amor de surtidor,
y mi amor es un arte mayor.

Mi amor no es amor de uno solo,
sino alma de todo
lo que urge sanar.

Mi amor es un amor de abajo
que el devenir me trajo
para hacerlo empinar.

Mi amor, el más enamorado,
es del más olvidado
en su antiguo dolor.

Mi amor abre pecho a la muerte
y despeña su suerte
por un tiempo mejor.

Mi amor, este amor aguerrido,
es un sol encendido
por quien merece amor.


"(...) por un tiempo mejor"

     Silvio Rodriguez é um músico e cantor cubano, engajado politicamente... e muito. Escreve letras utópicas, assim como utópicos são os sonhos de um mundo totalmente solidário que propõe. Escreve, canta e faz letras fortes em conteúdo político e humano. 

     Conheci-o depois de ouvir a gravação de “Por quem merece amor”, pelo MPB-4, a qual foi composta por ele. Essa música é conhecida como HINO DA SOLIDARIEDADE pois sua letra, propondo a solidariedade, deixa de lado qualquer traço de individualismo no amor, muito embora - assim entendo - o amor seja estritamente pessoal na forma de sentir, podendo ser coletivo na forma de externar.

     Vale a pena nos atentarmos para alguns dos seus versos. Eles falam de solidariedade e de entrega à causa da humanidade.

1 - A letra começa utilizando o idealismo de todo jovem, mostrando a força e a pureza do amor juvenil, amor desinteressado, amor arte, amor virtuoso:

Te perturba esse amor amor?
Amor de juventude
Meu amor é uma arte
Em virtude

2 - Ele diz que o amor é sentimento que não envolve jogo, que não traz qualquer interesse escuso, e que precisa ser declarado, escancarado, pois só assim pode ser um instrumento de paz:

Te perturba o meu amor?
Amor sem máscaras
Meu amor, é uma arte
De paz

3 - O Sílvio Rodriguez quer mostrar também que, apesar de ser proposto um amor pelo coletivo, o amor, nele, é personalíssimo, e ele o considera “uma joia rara”, o que de mais precioso tem, sem limites de ocupação interior:

Meu amor, é a minha “joia” encantada
É minha extensa morada,
É meu espaço sem fim.

4 - Ele ainda faz uma crítica à visão capitalista de dar valor as coisas; ele mostra que o amor verdadeiramente sentido, solidário, não é venal, não tem preço, pois é puro sentimento:

Meu amor, não é amor de mercado
Porque um amor sangrado
Não é amor de lucrar.

5 - Há ainda uma ligação do amor com a honra; ele diz que mesmo sendo o pouco que uma pessoa pode oferecer, ele (o amor) não pode ser manipulado, não pode ser comprado. Que, caso uma negociação qualquer macule o sentimento (de amor), de nada vale a vida pois que se perdeu a honra pela venda do mais precioso dos sentimentos... Que, nesse caso, melhor morrer...

Meu amor, é tudo quanto tenho
Se eu o nego ou o vendo,
Para que respirar?

6 - O amor desprendido que propõe o autor, dedicado a qualquer ser humano, independente de raça, cor, sexo, religião, aparece aqui

Meu amor, não precisa fronteiras,
Como a primavera,
Não escolhe jardim.

7 - O amor e a solidariedade incondicionais, pela humanidade toda, acima do amor egoísta, individual, interesseiro, são mostrados nesse verso

Meu amor, não é amor a somente um
Senão o sentimento a todos
os que precisam de ajuda

8 - A força do amor, do amor transformador, que transformando a cada um de nós, quando sentido, consegue tranformar tudo o que nos cerca, aqui também está:

Meu amor é um amor que vem de baixo
Que o destino me veste
Para fazê-lo  engrandecer-se (impor-se).

9 - Na letra, Sílvio Rodriguez aponta que o amor solidário, é um amor destemido, que por um ideal encara todas as ameaças, inclusive a morte:

Meu amor, abre o peito à morte
E entrega sua sorte
Por um tempo melhor.

10 - E conclui a letra dizendo que o amor (que sente), é um amor aguerrido, determinado, forte, que tem o calor e a força de um sol aceso, dedicado a quem verdadeiramente merece esse amor:

Meu amor, este amor aguerrido,
É um sol aceso,
Por quem merece amor.


     Não é uma letra bela e forte, repleta de ideais utópicos?

     A primeira vez que a ouvi fiquei encantado... Que beleza de letra, que nobreza de ideal! Eu a ouvi inúmeras vezes seguidas, atentando-me a cada palavra, a cada frase. Sua letra, ao mesmo tempo em que nos desarranja, nos transforma e nos reconstrói.

     Mas para quem o Silvio Rodriguez pergunta se esse jeito de amar incomoda ("te molesta mi amor?")? Dizem os biógrafos que a música foi feita quando ele esteve pela primeira vez nos Estados Unidos, em 1979, e que a música traz uma crítica ao individualismo que lá observou existir.

     Em junho/2010 Silvio Rodriguez esteve nos Estados Unidos pela segunda vez, onde apresentou-se na cidade de Oakland. Encerrada sua apresentação, retornou ao palco várias vezes. Em uma delas dedicou uma música a uma bandeira que viu na plateia: em uma metade estava a figura do Che Guevara, na outra metade a bandeira de Cuba. No meu pensamento uma outra bandeira deveria ter sido aberta e homenageada ali. Ela deveria trazer em uma metade a bandeira de Cuba, e na outra a dos Estados Unidos, representando a possibilidade de "un tiempo mejor" com reaproximação dos países e respeito às diferenças que naturalmente existem entre todas as nações.


eua_cuba
http://noticias.cancaonova.com/eua-e-cuba-iniciam-conversa-historica-sobre-restaurar-lacos/

P.S.: Ontem, 20 de julho/15, EUA e Cuba reabriram suas respectivas embaixadas. A dos EUA em Havana, e a de Cuba em Washington - onde Silvio Rodriguez estava presente.

3 comentários:

  1. Ay este azul com Mercedez Sosa , ver e ouvir

    ResponderExcluir
  2. Silvio Rodriguez. ...abre o peito pra morte e se entrega pra sorte por um mundo melhor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita ao blog: volte sempre.

      Excluir